Dicas de Ouro Para Adquirir Um Imóvel Sem Dor de Cabeça 6#: Como Financiar Um Imóvel Com o Nome Sujo

A aquisição de moradia própria é o sonho de consumo de milhões de brasileiros. Infelizmente, nem todos possuem os recursos necessários para comprar o seu primeiro imóvel à vista. Pensando nisso, diversas instituições financeiras, construtoras e até corretoras oferecem meios quase milagrosos para a conquista do tão sonhado bem.


Entretanto, é preciso tomar muito cuidado na hora de fechar negócio, pois o sonho pode facilmente se tornar um verdadeiro pesadelo, que lhe assombrará por longos anos a fio.


Dessa forma, preparamos uma série mensal com dicas de ouro para adquirir o seu tão sonhado imóvel da melhor forma possível e, consequentemente, a menos onerosa, chegando à reta final,.


Nessa publicação, falaremos sobre a possibilidade de realizar um financiamento imobiliário mesmo estando com o “nome sujo”, então, fique atento à Dica #6: Como Financiar Um Imóvel Com o "Nome Sujo".


Caso você tenha perdido a Dica #5: Documentação Necessária, clique aqui e confira.


Como é sabido, desde 2012, o Brasil vem passando por uma grave crise financeira, que vem afetando diversos setores da economia. Entretanto, invariavelmente, o maior prejudicado é o cidadão de baixa/média renda.


Segundo informações extraídas do SPC-Serasa e do CNDL, mais se 62 (sessenta e dois) milhões de brasileiros terminaram o ano de 2018 com o nome inscrito no rol de maus pagadores, e pelos mais variados motivos.


Dessa forma, surge o seguinte questionamento: É possível realizar um financiamento imobiliário com o “nome sujo”?


Pois bem. Via de regra, o Banco Central proíbe a concessão de crédito imobiliário para pessoas com o nome negativado.


Todavia, existe uma modalidade de financiamento em que não são realizadas consultas nos órgãos de proteção de crédito, qual seja, o programa Minha Casa Minha Vida.


Isso porque, o Programa Minha Casa Minha Vida, de iniciativa do Governo Federal, tem o intuito de disponibilizar moradia para as famílias de baixa renda, ou seja, se você está com o “nome sujo”, é possível financiar um imóvel, desde que se enquadre nesse programa.


Entretanto, para que o seu financiamento seja aprovado, você precisa comprovar:


- Que a sua renda familiar é de até R$ 1.800,00 (um mil e oitocentos reais mensais);


- Não ser proprietário, usufrutuário, cessionário ou detentor de qualquer outro bem imóvel;


- Que o financiamento não comprometa mais de 30% (trinta por cento) da renda mensal;


- Que o imóvel seja na mesma localidade de trabalho ou residência;


- Que o imóvel seja destinado exclusivamente para moradia;


Portanto, caso o seu nome esteja negativado, saiba que há a possibilidade de contrair empréstimo habitacional, desde que seja pelo Programa Minha Casa Minha Vida, e que os requisitos acima sejam cumpridos;


Caso você tenha o financiamento negado por estar com o nome inscrito no rol de inadimplentes, não hesite em buscar auxílio de um advogado.


No artigo do próximo mês, debateremos a respeito dos encargos que podem ser cobrados pelo corretor de imóveis, tudo para que você faça o melhor negócio possível!


Por Felipe Dias dos Santos